+IMPRESSÕES - Temporada de Animes (Inverno 2018) - Parte 2

16:00 0
TempAnimes2
Continuação das impressões!



Olá pessoal, tudo certo?!  Seguindo com a segunda parte das impressões da temproada (sem os "primeiras" agora). Lembrando novamente que continuações da temporada anterior não entram nesse quadro, exatamente por não ser um lançamento. Então vamos para o que interessa!

05592e967a3fa34c32f28fadbd5aa53dc5e57669.dashNanatsu no Taizai: Imashime no Fukkatsu

Estilo: Shounen, Ação, Sobrenatural, Magia
Origem: Mangá
Estúdio: A-1 Pictures (Sword Art Online, Ao no Exorcist)
Lançamento: 13 Jan. 2018
Disponível em: Atualmente não disponível de forma oficial. Será lançado na Netflix após o término da exibição na TV (provavelmente em PT-BR)
Sinopse: Segunda temporada de Nanatsu no Taizai

impressões: Outro dos animes extremamente muito aguardados. Nanatsu no Taizai é o principal anime shounen que temos pra essa temporada, e pelo menos nos primeiros episódios não decepcionou, apesar de ainda deixar muita coisa em aberta, obviamente, ainda mais com 24 episódios.
A história já começa com Ban e King saindo dos "Nanatsu no Taizai" e indo em direção a floresta das fadas lá (eu não lembro bem o nome), onde a irmã de King morreu. Logo em seguida, os dez mandamentos são libertados, e Meliodas logo percebe que precisa para-los, e já começa a preparar. Durante isso, Gowther começa a ficar meio doido da cabeça, e manipula as memórias Guila e seu irmão, e já entra em combate com Diane (que reprovara suas atitudes). Repararam na quantidade de coisa que aconteceu logo no início (3 episódios)? Pois é, o anime começou muito frenético, e contando sobre três temas distintos. Nos resta aguardar os novos episódios para ver como vai ser o resultado disso, além do aguardo para o sétimo integrante (se você já lê o mangá, não há surpresa nenhuma), mas acho que em geral tudo começou muito bem para a obra. 8,5/10
 
Meliodas continua tarado, como sempre.
 A animação é da A-1, então a boa qualidade é garantida (apesar de eu não gostar muito do design dos personagens), trilha sonora igualmente boa, destaque para a abertura com Flow e GranRodeo, que já cantaram diversas aberturas de animes, principalmente shounen.

90136Koi wa Ameagari no You ni

Estilo: Romance, Seinen
Origem: Mangá
Estúdio: Wit Studio (Shingeki no Kyojin, Owari no Seraph)
Lançamento: 12 Jan. 2018
Disponível em: Amazon Prime Video
Sinopse: Akira Tachibana é uma aluna do ensino médio que costumava fazer parte do clube de atletismo, mas devido a uma lesão ela não é mais capaz de correr tão rápido quanto podia. Trabalhando em tempo parcial em um restaurante familiar ela se encontra inexplicavelmente apaixonada pelo seu gerente, um homem divorciado de 45 anos de idade e que já possui um filho. Apesar da diferença de idade, Akira abraça incondicionalmente seus maneirismos e natureza amável, que é visto como falta de gentileza pelos outros funcionários, e pouco a pouco, os dois começam a se entender. Embora incapaz de explicar por que exatamente ela é atraída por ele, Akira acredita que uma razão concreta não é necessária para realmente amar alguém. Em um dia chuvoso, ela decide finalmente dizer ao seu gerente sobre como ela se sente, mas como ele vai reagir? (por Animes Orion)

Impressões: Tá ai um romance diferente. Como já podem ver na sinopse acima, Akira acaba se apaixonando por seu gerente (que é chamado de gerente o tempo todo mesmo), e se declara pra ele. Os 3 primeiros episódios são mais uma introdução de Akira e como ela acaba se apaixonando por ele, até que finalmente ela se declara  (no final do episódio 2, se não me engano). O episódio 3, eu achei o mais interessante, porque após a declaração, o Gerente tenta fazer Akira desistir da ideia, usando a diferença de idade como principal motivo, e como a sociedade negativa esses tipos de relacionamentos (com grande diferença de idade). Nada disso parece afetar Akira, que graças a sua "insistência" acaba conseguindo um encontro com ele. Esse é um dos animes que eu mais fico ansioso pelo lançamento, porque vai ficando mais interessante a cada episódio, além de ser bem diferente dos animes convencionais do gênero. 8,5/10



A animação é do Wit Studio, responsável por grandes obras, e o bem falado Ancient Magus Bride (Mahoutsukai), então não há com o que se preocupar nesse ponto. A OST também é boa em geral, mas nada sensacional como costuma ser vindo desse estúdio.

740ca5e5gy1fmabih9gy0j20nl0xcwhrBEATLESS

Estilo: Ação, Romance, Drama, Sci-Fi
Origem: Novel
Estúdio: Diomedea (Fuuka, Campione!)
Lançamento: 13 Jan. 2018
Disponível em: Amazon Prime Video
Sinopse:  Com a introdução de um AI ultra-avançado que ultrapassa a inteligência humana, os seres que a humanidade ainda não compreendeu completamente, feitos de materiais muito avançados para a tecnologia humana, começam a surgir. Lacia, um hIE equipado com um dispositivo preto em forma de caixão, é um desses. Na moda entre garotas e garotas, Arato Endo, de 17 anos, encontra um encontro fatídico com a Lacia artificial. Para que fins esses seres artificiais foram criados? Em meio a questões relativas à convivência desses seres artificiais e humanos, um menino de 17 anos toma uma decisão... (por Animes Online)

Impressões: Talvez esse anime seja um retrato de um futuro não tão distante nosso, onde robôs tem a forma humana, e conseguem conviver e nos ajudar no dia-a-dia.... até chegar o dia que deu m&#*@". Como já explicado na sinopse, hIE fazem parte do dia cotidiano dos humanos nessa obra, porém em um dia "normal", alguns hIE (aparentemente de combate), acabam escapando e causando um certo caos pela cidade. Arato, deu o azar (ou sorte?) de estar no lugar errado, a hora errada, já que ao sofrer ataque de uma dessas hIE especiais, a outra ele acaba sendo atacado por uma outra hLE (uma "normal"), e também por carros inteligentes. Só que ai, aparece a Lacia (uma dessas hLE especiais) e o salva, no melhor estio clichê. Após isso, Arato vira dono de Lacia (também naquele estilo clichê) e..... ela começa a fazer as tarefas domésticas da casa, e participa de um concurso de beleza/idol para hLEs (???). Eu realmente espero que role algo mais "dark", ou "sério" nessa história (ou o famoso dia que deu m&#*@), porque ela até começou muito bem, mas esse choque de transição para um anime de comédia/slice of life, foi no mínimo estranho.

O estúdio Diomedea ficou responsável por essa obra, e elá está muito bem animada e desenhada. Se notou alguma semelhança com Guilty Crown, é porque o designer dessa obra é o mesmo, logo é muito similar.
A OST é excelente, e com uma boa OP e ED. Eu recomendo a obra, porque creio que algo vai acontecer (na verdade tem que acontecer), e que esses primeiros episódios foram só para fazer uma introdução. 7,5/10


GLzj88PyIAFate/Extra Last Encore

Estilo: Ação, Fantasia, Magia
Origem: Jogo
Estúdio: Shaft (Madoka Magica, Monogatari Series)
Lançamento: 28 Jan. 2018
Disponível em: Atualmente não disponível de forma oficial. Deve ser lançado na Netflix após o término da exibição na TV.
Sinopse:  Acordando num estranho mundo virtual sem lembranças do passado, Hakuno Kishinami se vê forçado a lutar pela sobrevivência numa guerra que ele não entende, por um prêmio sem valor: a oportunidade de ter seu desejo realizado. Com um Servo enigmático ao seu lado, ele terá que enfrentar tanto amigos quanto inimigos em batalhas até a morte, não só para ter posse do misterioso objeto conhecido como Santo Graal, mas também encontrar a resposta mais importante: "Quem sou eu?" (por Animes Orion)

Impressões:  "UMU INTESIFIES!". Se não entendeu esse meme interno, sinto muito por você.. Fate/Extra Last Encore é a adaptação direta do jogo lançado para PSP la em 2010, onde ele conta conta a história de Hakuno Kishinami, como já mostra a sinopse acima. Diferente dos outros Fates, esse aqui se passa em um ambiente digamos, "controlado", mas o objetivo ainda é o mesmo de todos eles: Conseguir o Santo Graal.


UMU!

Como temos até o momento só um episódio, e ele foi basicamente pra introdução e explicação do ambiente, personagens, não há muito o que se analisar, mas há detalhes que possam ser comentados.
Primeiramente a animação, que vem da Shaft, e claro a diferença de design comparado as outras que já fizeram alguma obra de Fate antes (A-1 com Apocrypha, Ufotable com UBW, Silver Link com Kaleid, e etc), mas isso não significa que está ruim. Muito pelo contrário, a Shaft sempre se preocupa com pequenos detalhes, como efeitos de câmera (no seu melhor estilo) e ambiente, além da animação estar bem fluida, principalmente nas cenas de batalhas, pelo menos ao longo do primeiro episódio. As dublagens e características também são as mesmas do jogo original, então assimilar o personagem do jogo com o do anime é muito mais fácil (vão por mim, faz muita diferença), além de não afetar o "Fan Base", principalmente da serva Saber (lado esquerdo da capa acima), Nero Claudius, que possui como característica, utilizar o termo "UMU" constantemente (entenderam o meme interno agora?). A OST também é excelente, e se diferencia utilizando um tema de J-Rock mais "pesado", ao invés do J-Pop meio gótico do Extra original do PSP. Pra quem ficou curioso, vale a pena dar uma olhada. 8,5/10


b05bb5b250e9429baf60c392ad6fc99eYuru Camp

Estilo: Slice of Life, Comédia
Origem: Mangá
Estúdio: C-Station (Seikoku no Dragonar, Starmyu)
Lançamento: 04 Jan. 2018
Disponível em: Crunchyroll
Sinopse: Nadeshiko, uma estudante colegial que se mudou de Shizuoka para Yamanashi, decide visitar o famoso Monte Fuji que está nas notas de mil ienes. Ela consegue viajar de bicicleta até Motosu, mas é forçada a voltar por causa do mau tempo. Sem poder ver seu objetivo, ela desmaia no caminho de volta… Quando acorda, já é noite, e Nadeshiko está num lugar que nunca viu antes, e não faz a menor ideia de como vai voltar pra casa. Felizmente, ela é salva por Rin, uma garota que está acampando sozinha. Elas se sentam ao redor do fogo craquejante para se aquecer, absortas na quietude da margem do lago. Comendo miojo de curry cozinhado nas chamas, finalmente chega o momento que elas tanto esperavam. “Veja… É o Monte Fuji.”  (por Animes Orion)

Impressões:  Não tenho muito sobre o que comentar sobre esse aqui. Todo episódio é relacionado com as garotas irem acampar, e ponto. É um anime Slice of Life para você assistir sem compromisso, dar algumas risadas, e aprender sobre "camping", nem pense que há algum tipo de história além disso. Os personagens são naquele estilo clichê (uma ligada no 220v, uma séria, uma inteligente, e etc.). Animação e OST são medianas, mas para um anime desse tipo, é mais do que suficiente. Ah, e também não maratone esse tipo de obra, ou você acaba o odiando ou dropando no caminho. 7,5/10





Sora-yori-mo-Tooi-BashoSora yori mo Tooi Basho

Estilo: Aventura
Origem: Original
Estúdio: Madhouse (Kisejuu, Overlord)
Lançamento: 02 Jan. 2018
Disponível em: Crunchyroll
Sinopse: A história foca em um grupo de garotas em uma expedição no polo sul (Antártida). (por Animes Orion)

Impressões: "Um dia vão existir animes de tudo", já dizia Marco, do blog IntoxiAnime. E essa frase se mostra verdade a cada temporada que passa, sério. Como já da pra ver na básica, porém efetiva sinopse acima, quatro garotas que pretendem ir a Antártida (ANTÁRTIDA, CARA). Os 3 primeiros episódios que assisti, conta o "arco" das duas primeiras (eu não vou lembrar o nome), e como elas se conhecem, e assim uma delas convence a outra a ir pra Antártida junto com ela pra encontrar a sua mãe (eu espero que a Mãe dela seja uma pesquisadora ou algo do tipo). Porém, como todos sabemos, não é qualquer um que pode ir pra Antártida. Bem, na verdade qualquer um pode sim, porque é um lugar que não pertence há nenhum país ou estado, mas nem todos tem como chegar lá, e blábláblá. E é ai que entra esse Navio (ao fundo do poster).


A animação é muito boa, fluída e com bons traços, surpreendentemente porque é da Madhouse (3 nessa temporada, nunca tinha visto algo assim). Eu realmente não sei o que fez eles largarem OPM pra continuar esse anime, mas tudo bem. A OST é ok somente, combinando com o estilo da obra, mas nada espetacular. É outro anime para você assistir sem compromissos e dar umas risadas, ao menos ele tem uma história diferente, e uma boa animação. Vale a pena se curte esse estilo de obra. 8/10


90141lDagashi Kashi 2

Estilo: Slice of Life, Comédia
Origem: Mangá
Estúdio: Tezuka Productions (Black Jack, Astroboy) 
Lançamento: 12 Jan. 2018
Disponível em: Crunchyroll
Sinopse: Segunda temporada de Dagashi Kashi.

Impressões: O anime sobre doces está de volta, e... fiquei decepcionado. Dagashi Kashi, na verdade conta sobre lojinhas de guloseimas/snacks, não necessariamente só doces, e são muito populares no Japão. O anime passa maior parte do tempo dentro de uma, e os personagens comentando/testando/saboreando diferentes tipos de dagashis (= doces baratos e snacks, e uma tradução literal).


A segunda temporada da continuação a essa mesma ideia da primeira, com adição de uma personagem nova (a de laranja à direita, que por sinal ainda não apareceu). Porém, a decepção ficou no tempo do anime, que foi reduzido para um de 10 Minutos, ao invés de um de 20, como era na primeira temporada. Eu não sei vocês, mas isso me incomoda fortemente, mais do que alterar design de personagens, ou troca de estúdios (que foram o caso aqui também), porque cortando a duração, significa menos conteúdo, e nada pode ser feito sobre isso. Voltando ao estúdio, ele é um dos mais antigos existentes no Japão, e tem sua fama, animando por exemplo, o lendário Astro Boy, que por curiosidade, possuem (estúdio e obra) o mesmo criador, o falecido Osamu Tezuka. 7/10


downloadHakata Tonkotsu Ramens

Estilo: Ação, Seinen
Origem: Light Novel
Estúdio: Satelight (Symphogear, Log Horizon)
Lançamento: 12 Jan. 2018
Disponível em: Crunchyroll
Sinopse:  A história se foca em uma cidade que parece pacifica superficialmente, mas é dominada pelo crime e violência. Acompanhamos diversos personagens do submundo da cidade: um detetive, um assassino profissional, informantes, vingadores, dentro outros. As coisas ficam ainda piores quando um “assassino de assassinos profissionais” surge na cidade. (por Animes Orion)

Impressões: Esse é bem louco. Uma cidade cheia de assassinos, com corporações "laranjas" de assassinos, e que ainda com conta com um assassino de assassinos. O que poderia ser melhor?
A história aparentemente não foca em um personagem só, e sim em vários, possuindo vários motivos diferentes para os assassinatos, mas eles acabam se interligando. Ficou confuso? Pois é, esse é um tipo de obra que é melhor assistir (ou ler no caso da LN), do que tentar explicar. O que eu posso resumir (mais do que já resumi ali em cima), é que cada um dos "protagonistas" tem seus motivos para estarem ali, e nesses primeiros episódios a obra é mais focada no traveco chinês. Sim, tá vendo aquela "moça" loira de saia ali no poster? É um homem. E ele justifica que fica assim, porque gosta, apesar de manter a voz e atitudes de homem a maior parte do tempo ¯\_(ツ)_/¯. Entretanto, a obra não foca muito no humor, e trata de diversos assuntos pesados, como tráfico de pessoas e drogas, estupro, drogas, prostituição, assassinatos (avá), e por assim vai.


A animação ficou a cargo do estúdio Satelight, que está acostumada com obras com bastante movimento, e consegue garantir certa qualidade, apesar de não ser excepcional, eles fizeram um bom trabalho aqui. Mesma coisa com a OST, destaque para a opening com Kisida Kyodan & The Akebosi Rockets (se curte J-Rock, deve conhece-los). Recomendado pra quem curte obras seinen de Ação. 8,5/10

Então é isso pessoal, essa foi a parte 2 das impressões da temporada, a terceira (e última) vem breve, portanto fique ligado aqui no blog e em nossas redes sociais! ;)


E aí, gostaram? Acharam ruim? Sentiram que faltou algo? Qualquer elogio, crítica e sugestão é sempre bem vinda!

0 Comentários para "+IMPRESSÕES - Temporada de Animes (Inverno 2018) - Parte 2"