+REVIEW - Yu Yu Hakusho

10:00 0
Não conheci o outro mundo por querer!

Não conheci o outro mundo por querer!



Agora vou puxar um mangá/anime "das antigas" e um dos meus favoritos

Características Técnicas

Yu Yu Hakusho é um mangá Shounen (óbvio) escrito e ilustrado por Yoshihiro Togashi, foi originalmente serializado pela revista Weekly Shounen Jump da editora Shueisha de dezembro de 1990 até julho de 1994, conta com 175 capítulos que foram compilados em 19 volumes, no Brasil a obra foi serializada pela editora JBC.

Uma adaptação em anime foi dirigida por Noriyuki Abe e co-produzida pela Fuji TV, Yomiko Advertising e pelo estúdio Pierrot (grande conhecido do mundo dos Shounens). Foi ao Ar no Japão em 10 de outubro de 1992 até 17 de dezembro de 1994. Mais tarde licenciada no Brasil pela nossa falecida Rede Manchete. Temos também dois filmes, sendo o primeiro Yuyu Hakusho - O Resgate de Koenma, lançado no Japão em 10 de julho de 1993, e Yuyu Hakusho - A Batalha do Makai, lançado em 9 de abril de 1995 no Japão. Além da série de OVAS Eizou Hakusho, que é um compilado de curtas, e diversos CDs, com músicas inéditas e algumas regravações feitas pelos próprios Seyuus (dubladores japoneses).




Características da História

A obra conta a história de Yusuke Urameshi, um adolescente delinquente que é atropelado e morto por um carro ao tentar salvar a vida de uma criancinha. Não, não é spoiler! Essa é a sinopse da obra, então pode ficar tranquilo. Ao ser morto ele é recebido pela Ceifadora Botan que o leva até o Koenma, Filho do governante do submundo, que explica que NINGUÉM no mundo espiritual imaginou que ele fosse capaz de morrer fazendo uma boa ação, então não havia lugar pra ele nem no céu, e nem no inferno! E daí em diante a história se desenrola.

Yu Yu Hakusho possui um mundo muito abrangente e uma história rica em detalhes, apesar de ser um Shounen e possuir todos aqueles clichês GARANTIDOS, você ainda encontra um pouco de romance e uma boa escrita por trás, mostrando assim que seu escritor, Togashi, sabia muito bem o que estava fazendo e aonde queria chegar. Mas nem tudo são flores em Yu Yu Hakusho, infelizmente. Seja por pressão da editora, ou por saco cheio/Vicios em jogos online de seu escritor, o mangá não terminou tão bem, deixando aquele gostinho de quero mais.




Personagens

Os quatro personagens principais (Yusuke, Kuwabara, Kurama e Hiei) tem suas personalidades e motivações bem trabalhadas, e pelo menos até a terceira saga da obra (O Capítulo Negro), tem seus momentos de protagonismo e um bom desenvolvimento de poderes/habilidades, então você pode se apegar mais a qualquer um dos três sem se preocupar por serem "ofuscados" por Yusuke (não mais que o normal pelo menos, afinal ele é o protagonista!), e apenas na última saga, Os Três Reis, o Kuwabara acaba sendo deixado de fora, infelizmente.
Yusuke Urameshi
Diferentemente de um protagonista clichê de shonen, Yusuke não é um herói, ou almeja seu um. Ele também não tem sonhos ou motivações, é apenas um delinquente juvenil que gasta seu tempo arrumando brigas com as gangues locais (sendo temido por muitas delas), matando aula, fumando, furtando e jogando pachinko (esses três últimos no mangá apenas). 
E essa personalidade se mantêm durante toda a obra, então não espere grandes reviravoltas emocionais, porque tudo que ele faz é visando seus próprios interesses, ou seguindo alguma ordem do Mundo Espiritual. Apesar de ser um pouco egoísta, Yusuke se importa muito com aqueles que ama, como sua mãe, Keiko e seus amigos, enfrentando qualquer tipo de inimigo para defende-los (além de, é claro, gostar de uma boa briga!).



Kuwabara Kazuma

O grande alívio cômico e melhor amigo/rival de Yusuke! Kuwabara chega como um personagem até odiável no começo, mas logo aprendemos a amar seu jeitão exagerado e apaixonado. Na minha opinião, Kuwabara foi o personagem  que mais evoluiu, tprincipalmente em caráter. De um delinquente brigão (ao melhor estilo Yusuke), a um estudante esforçado querendo se tornar alguém bem sucedido.
Apesar se servir como o alívio cômico na maioria das vezes, Kuwabara nos proporciona ótimas cenas de luta (principalmente no Torneio das Trevas), e é o apoio emocional de Yusuke durante toda a obra e, assim como o amigo, está sempre atrás de uma boa confusão para mostrar seu valor!




Kurama Yoko

Um espírito Yokai num corpo humano, Kurama é um ladrão raposa que, ao ser gravemente ferido por um caçador após um roubo mal sucedido, vincula seu espírito ao corpo de um bebê ainda na barriga na mãe, com planos de crescer e recuperar suas forças para voltar ao Makai (reino dos demônios). Shuichi Minamino (seu nome humano), cresceu distante e com seu objetivo em foco, mas não contava com o aflorescimento de sentimentos humanos, vindos do amor de sua mãe.
Kurama é o cérebro do grupo, sempre calculista e frio.
Com o poder de transformar qualquer planta em uma arma, é o protagonista das lutas mais bem pensadas do anime, raramente usando força bruta, mas sim brincando com seus adversários e os derrotando cruelmente (e humilhantemente).
Apesar de sua aparencia gentil, não mede esforços para alcançar seus objetivos, estando sempre dois passos è frente de seus inimigos e aliados.


Hiei Jaganshi

Hiei: o anti-herói necessário em todos os Shounen. Arrogante e sarcástico, Hiei é o personagem favorito de muitos, começando como vilão, assim como Kurama, e sendo a sombra do grupo, sempre envolvido com a história, e sempre fingindo não se importar. Infelizmente não vou entrar em detalhes sobre sua história, por conter spoilers pesados da trama.
Hiei é o protagonista das lutas mais brutais do anime, sendo inescrupuloso e sádico com seus oponentes.
Apesar  de parecer um completo babaca, Hiei se importa muito com todos ao seu redor,  mesmo que nunca admita!

Ele respeita Yusuke como um poderoso lutador, despreza Kuwabara (por ser humano e... outro motivo), e tem Kurama como seu parceiro  e, talvez, amigo mais próximo.



Os personagens secundários, como o filho do Rei do mundo espiritual, Koenma, e a ceifadora Botan, continuam firmes e fortes ao lado de Yusuke durante todas as suas aventuras, além da querida Mestra Genkai, que é responsável por treinar Yusuke e Kuwabara no começo da obra, com seu jeito turrão e bruto, e Keiko, a amiga de infância/grande amor de Yusuke.
Além de, é claro, todos os outros antigos rivais do Torneio das Trevas, que se tornam aliados valiosos no futuro.


Sagas

Ahh! Eu sou Toguro!
Pra quem já assistiu dublado, brindaremos aos vilões com um suco de laranja, porque neles o Togashi acertou bonito!
De yokais irrelevantes, à Kurama e Hiei. De um ladrão de técnicas, às quatro Bestas do Inferno. Do sequestro de uma Dama das Neves, ao Torneio das Trevas, onde o grande prêmio é sobreviver!


O Torneio das Trevas

Somos então apresentados ao primeiro, e para muitos, o maior vilão da saga: Toguro Ototo! Com sua aperência de exterminador do futuro, ele foi capaz de colocar terror no Yusuke e em nós, espectadores, passando um medo real de "é 120% impossível derrotar esse cara!".
Toguro era um talentoso mestre em artes marciais, além da parceiro da Mestra Genkai em sua juventude. Porém seus caminhos se separam quando Toguro se cega pelo poder, vendendo sua alma para se tornar mais poderoso. Ele trabalha para os Humanos do pior tipo, mas a única coisa que almeja é encontar um oponente à sua altura,
para lutar com 120% de sou poder. E é em Yusuke que ele encontra esse potencial, forçando ele, Kurama e Hiei a participarem do Torneio das Trevas, onde times de cinco lutam entre si até a morte para etreter humanos ricos, que apostam nos times vencedores, e youkais sanguinários, que só querem ver o circo pegar fogo! Com a ajuda de Kuwaba e de um quinto membro misterioso, nossos heróis se arriscam para salvar o próprio pescoço nesse torneio insano.

 
O interessante sobre os vilões em YuYu Hakusho (ou os grandes vilões de cada saga pelo menos), é que eles não estão ali simplesmente por estar. Ou melhor dizendo: eles tem seu passado apresentado a nós, o que nos leva a endender suas ações e até mesmo criar uma certa empatia por eles.

O Capítulo Negro

E é com essa premissa que somos apresentados à Sensui, o segundo grande vilão de YYH e, na minha humilde opinião, o melhor deles. Sensui era o Detetive Espiritual que antecedeu Yusuke, sendo essa revelação um choque para o mesmo, que acreditava ser o primeiro humano escolhido pelo Mundo Espiritual para lidar com as ameaças de Youkais no mundo humano. Porém, Sensui tinha um diferencial, que culminou em sua reviravolta de personalidade: ele era bom, e de certa forma, ingênuo. Ele via o mundo em preto e branco, onde os Yokais eram o mal absoluto e por isso precisavam ser exterminados. Até que, em uma de suas aventuras, ele conheceu o Youkai Itsuki que, antes de morrer, disse brincando que gostaria de assistir o último capítulo de uma novela. Isso despertou uma empatia em Sensui, que poupou sua vida, e eles viraram amigos. Até que Sensui foi encarregado de recuperar um item do Mundo Espiritual, chamado O Capítudo Negro, que continha as maiores atrocidades cometidas por humanos durante séculos. Ao ver esa fita, Sensui enlouqueceu, e desenvolveu sete personalidades. E vou parando por aqui, para não me extender muito em apenas uma saga!


Os Três Reis

Não falaremos muito da última saga, porque é simplesmente impossível falar até mesmo o que leva à ela sem revelar spoilers absurdos da trama, assim como alguns dos novos personagens apresentados.
Sendo a saga mais fraca na minha opinião, somos apresentados de forma mais profunda ao passado obscuro de Hiei, assim como mais um pouco dos tempos de Kurama como Youkai antes de fugir para o mundo dos humanos.   
A saga foi mal desenvolvida no mangá, sendo algumas lutas e histórias exclusivas do anime (muito bem executadas pelo estúdio, por sinal).
 

Anime e Mangá

O mangá, como de costume, é sim mais completo que o anime. No caso de Yuyu Hakusho, isso é válido até a ultima saga, onde o anime teve a preocupação de animar várias lutas e construir melhor a história apresentada por Togashi no mangá, que foi abruptamente cortada para "terminar logo", ou pelo menos foi essa a sensação eu que tive enquanto lia. Enquanto o anime se preocupou em estruturar melhor a última saga, o mangá é repleto de "mini histórias", até ser encerrado.

Um outro ponto importante de se tocar é: A qualidade do traço de Togashi cai MUITO durante o mangá, aos moldes do que HunterxHunter passa hoje em dia, com a última saga sendo feita com tanta má vontade, que muitas vezes a única forma de diferenciar os personagens é pelo cabelo! Mas a história e a carisma de seus personagens faz a gente amar e MUITO Yu Yu Hakusho.




Conclusão

Yu Yu Hakusho é um anime/mangá antigo de 1990, então se você é mais novinho, precisa ter paciência e um pouco de força de vontade de assistir/ler mas eu garanto que se você tentar COM CERTEZA não vai se arrepender.

Ah! E um detalhe muito importante, a Dublagem de Yu Yu Hakusho brasileira, é uma das melhores dá historia das dublagens, se você tiver a oportunidade, veja dublado!


Pontos Positivos:

  • Boa história
  • Personagens principais, secundários e vilões cativantes
  • Cenas de ação bem feitas
  • Ótima trilha sonora
Pontos Negativos:
  • Algumas diferenças entre o mangá e o anime
  • Um mangá/anime antigo (pode ser um ponto tanto negativo quanto positivo para algumas pessoas)
  • Traço decadente no mangá



Nota: 9.1

Rapadura é doce mas não é mole não!


E ai, gostaram? Acharam ruim? Sentiram que faltou algo? Qualquer elogio, crítica e sugestão é sempre bem vinda!


0 Comentários para "+REVIEW - Yu Yu Hakusho"