+REVIEW - RE:Creators

10:00 0
As criações se rebelam contra seus deuses
As criações se rebelam contra seus deuses



Re:Creators é um anime original majoritariamente do gênero de ação, com elementos Sci-Fi e de fantasia. Foi feito pelo estúdio TROYCA (Aldnoah Zero) e lançado na temporada da primavera de 2017, e chegou ao seu fim no último dia 16/09.

A história conta sobre a aparição de personagens populares de diversas obras japonesas famosas, no mundo humano. Esses personagens são trazidos ao mundo real por uma personagem X (que não posso dizer o nome real por ser um spoiler relacionado com a história), que possui tal poder por causa de sua popularidade na Internet. Essa personagem está decidida que o mundo real, onde os seus criadores (chamados de Deuses por eles) são os responsáveis por todas as dores e sofrimentos que ela, e os outros personagens invocados passam no seu mundo, e que acabando com o mundo real e os seus Deuses, tudo isso chegaria ao fim.
Entretanto, alguns personagens são contra como a personagem X planeja resolver a situação e se rebelam, ficando do lado dos Deuses (e do mundo). Assim, um confronto entre os personagens se torna algo inevitável, com o palco sendo no mundo real.
Re:Creators foi uma das grandes promessas na época de lançamento, porém ele conseguiu alcançar as expectativas dos fãs, dos críticos? Bem, pelo menos na minha opinião, sim. A história é muito bem executada, porém claro, que não há perfeição, algumas falhas acontecem e acabam prejudicando o potencial total da obra.
Primeiramente os lados positivos. As batalhas são muito bem feitas, e empolgam bastante, fazendo o espectador ficar ansioso para o próximo episódio ou arco. Todos os personagens são muito bem desenvolvidos e explicados, e isso é bom, porque Re:Creators possui uma quantidade grande de personagens ativos na obra, e nenhum é passado batido ou deixado de lado. O jeito que os personagens amplificam ou deterioram seus poderes baseados na sua carisma e alcance do público é uma grande sacada.Outro grande ponto, é o desenrolar da história, como eu disse mais acima. O anime te entrega logo nos primeiros episódios cenas alucinantes de ação, batalhas absurdas, causando um grande impacto. Ao longo do tempo a ação vai diminuindo para que seja explicado sobre os personagens, histórias e tudo mais, para que novamente a ação e o drama volte com tudo para o clímax final, e por sinal, uma baita clímax, totalmente imprevisível e com um belíssimo final.

Uma das protagonistas: Selesia

Infelizmente esse declínio da ação para o começo da explicação, é o calcanhar de aquiles na obra. A grande quantidade de diálogos em uma grande quantidade de episódios (6 aproximadamente), acaba "cansando" um pouco, se tornando um pouco arrastado até que a obra alcance o clímax.
Um ponto extra muito legal de Re:Creators é o criativo episódio de recaptulação (normal em animes two cour). Ao invés de várias cenas dos episódios comprimidos dentro de um único episódio, eles colocam uma das personagens narrando o que aconteceu na história até ali, e até refazendo algumas cenas, como por exemplo, alterando o visual da mesma para um jeito mais "sexy" nas cenas. Muito bem bolado.
Como eu comentei acima, os personagens são muito bem aproveitados, apesar do "protagonista" seguir o maldito estilo fraco, apático e chorão do Shinji (de Evangelion), todos os outros são muito interessantes, inclusive a antagonista, a personagem "X". Abaixo tem mais detalhes de algumas "criações" que invadem o mundo humano, lembrando que não incluírei os "deuses" e algumas criações, porque alguns deles só aparecem ao longo das explicações da história, e acarretariam spoleirs. Então vamos a eles:

Character_c00_img_01

Sota Mizushino

O protagonista principal da série. Ele é um estudante normal do ensino medio, possui uma personalidade apática, fraca e chorona, como já mencionada acima. Acaba se envolvendo com as criações por “acidente”.





Character_c09_img_01

Personagem “X”

Antagonista da série, ela é a responsável por trazer todos os outros personagens heróis para o mundo humano. Seu poder é chamado de “holopsicon”, consegue alterar, remover, criar e distorcer varias leis da física e até magia de outros personagens baseado em um número de regras existentes. De longe é mais apelativa e forte de todos os personagens da série. Sua origem é desconhecida.



Character_c01_img_01

Selesia Upitiria

Uma das protagonistas da série. Aparece logo no primeiro episódio, e é a primeira a se rebelar contra a personagem “X”. Basicamente, é uma humana com habilidades físicas normais, exceto pela capacidade de usar magia. Usa uma espada para combate. Sua origem vem de uma série de anime fictícia chamada Elemental Symphony of Vogelchevalier






Character_c02_img_01

Meteora Osterreich

Outra protagonista da série. Também aparece no primeiro episódio, e se rebela contra a personagem “X” junto com Selesia. É uma poderosa maga, focada em magias de invocação, usando seu “livro de mil milhas”, além de também possuir um intelecto gigantesco graças. Sua origem vem do jogo fictício Last Tableland in AVALKEN of Reminisce, onde a mesma é bibliotecária da livraria magica, por isso o grande o conhecimento.


Mamika_Kirameki_visual_1

Mamika Kirameki

Criação vindo da serie em anime fictícia Magical Slayer Mamika, é uma garota na faixa de 15 a 16 anos, que possui poderes mágicos extremamente poderosos de aparência infantil, sendo a referência de Mahou Shoujo na série. Mamika é uma das personagens que fica do lado da personagem “X”.




Character_c03_img_01

Alicetaria February

Cavaleira originária do mangá fictício Alicetaria of the Scarlet. Possui uma personalidade forte, grande poder mágico, além de possuir uma montaria alada que curiosamente faz barulhos de moto. Graças a sua inocência ela é facilmente influenciável, e é assim que ela acaba se aliando a personagem “X”.




Character_c06_img_01

Rui Kanoya

Protagonista do anime fictício Monomagia: The Infinite Over Machine/Infinite Divine Machine, Rui pilota um robô gigante chamado de Gigas Machina, que possui uma grande capacidade física, além de manipulação física e magica.





A trilha sonora de Re-Creators com certeza foi uma das melhores da temporadas, focando no J-Pop tanto na abertura, quanto no encerramento, além da excelente OST durante as cenas de batalhas e nas de drama. Abaixo a primeira abertura da série, como exemplo:


Sobre a animação, o estudio TROYCA (Aldnoah Zero) foi extremamente competente na animação, principalmente nas cenas de batalha, onde exigem mais movimentos, principalmente em alguns personagens que possuem poderes com uma animação continua .


Resumo da Obra: Re:creators com certeza foi um dos melhores animes da temporada de primavera, e com certeza vale a pena dar uma olhada, principalmente por causa da segunda parte até o clímax final. Sua animação, personagem e trilha sonora são muito bons em geral, e peca na grande quantidade de episódios com “somente” diálogos, causando uma exaustão ao espectador, por assim dizer,

Pontos Positivos:
  • Uma história boa com um grande clímax final
  • Personagens bem diversificados e elaborados
  • Trilha sonora impecável
  • Animação excepcional
  • Grande Antagonista

Pontos Negativos:
  • Protagonista principal fraco e com pouco “sal”
  • Diálogos excessivos em muitos episódios cansam.


Nota: 8,9/10

E ai, gostaram? Acharam ruim? Sentiram que faltou algo? Qualquer elogio, crítica e sugestão é sempre bem vinda!
 

0 Comentários para "+REVIEW - RE:Creators"